Videos
#PTAOVIVO sobre os impactos da Reforma da Previdência na vida das cidades e das pessoas.
88
26
#PTAOVIVO sobre os impactos da Reforma da Previdência na vida das cidades e das pessoas.
27
3
| AO VIVO | Junte-se ao nosso ato em defesa da democracia e de Lula ser candidato aqui no Largo Zumbi dos Palmares. A Frente Povo sem Medo e Brasil Popular e os movimentos sociais, estão engajados nessa luta. Parte 2
48
9
Posts

Parabéns prefeito Nelson Marchezan Júnior! Sua gestão conseguiu a façanha de provocar o cancelamento do carnaval após mais de 50 anos de desfiles ininterruptos!

Image may contain: text
Vereador Oliboni

O ABSURDO FIM DO CARNAVAL DE PORTO ALEGRE

Pela primeira vez em mais de 50 anos, Porto Alegre não terá desfile de carnaval. Por maior que tenha sido o empenho da...s escolas e das comunidades, a falta de apoio da prefeitura de Marchezan foi decisiva para o cancelamento de um dos principais eventos da cidade. Uma atividade que, além de celebrar as raízes de todos os brasileiros e manifestar a cultura do povo negro, também movimentava uma grande cadeia produtiva importante para a economia do município. Ao anunciar que não mais investiria no evento logo nos primeiros dias de governo e jogar escolas e comunidades à própria sorte, Marchezan destruiu um desfile de Carnaval que já era considerado o terceiro maior e mais qualificado do país. O espaço onde ocorria, foi abandonado pela prefeitura.

Nesse momento, nos solidarizamos com toda a comunidade carnavalesca e esperamos que a atual administração reveja o princípio de não investir em eventos tradicionais importantes que movimentam a cultura popular e a economia da cidade. Lutaremos por isso.

#FimDoCarnaval #PortoAlegreAbandonada

See More

Sofia Cavedon (PT) reiterou as criticas à Secretaria Municipal de Educação, por ocasião da presença do Secretário na sessão plenária desta segunda, 19, na Câmara Municipal de Porto Alegre.

Sofia contestou o anúncios de novas vagas, disse que novo horário não promove efetivamente a maior estada dos alunos com professores, criticando o término do planejamento do trabalho nas escolas. A vereadora também lamentou a possibilidade de privatização do ensino fundamental, o fechament...o de escolas, o descumprimento do Plano Municipal de Educação, o esvaziamento do projeto pedagógico, os problemas com a alimentação dos alunos, o atraso das verbas para escolas conveniadas, a ausência da Smed nas escolas, a falta de atualizações dos profissionais e a inexistência de diálogo, ao criticar o governo municipal e ressaltar que não há como celebrar conquistas no ensino de Porto Alegre.

See More
Sofia Cavedon
Secretário Municipal da Educação reafirmou que as crianças não podem repetir comida na escola, para evitar obesidade, pode?
Photos
Posts

Vejam como funciona o horário "estendido" no atendimento de saúde em Porto Alegre na gestão de Nelson Marchezan Júnior nesse vídeo do nosso Vereador Oliboni! Não passou de propaganda eleitoral, pois na prática não funciona. Para ser atendido após às 19 horas, o usuário precisa chegar no Posto às 14 horas!!!!

It looks like you may be having problems playing this video. If so, please try restarting your browser.
Close
588 Views

Pessoal, estas camisetas (abaixo) são produções autônomas, por R$ 30,00 cada. No caso de haver interesse, contatem com o @Celio Golin (51 992716262). As camisetas são de algodão e serigrafia.

Image may contain: 1 person
No automatic alt text available.

Uma análise do nosso secretário de comunicação André Rosa sobre a intervenção no Rio e a nova fase do golpe.

Image may contain: 5 people, people smiling, people sitting and people standing
Rede POVO Brasil

NÃO É PARA COMBATER O CRIME QUE OS GENERAIS ESTÃO DE VOLTA NO RIO*

A violência no Rio é histórica e se relaciona a vários fatores. Exclusão social, violência e ...corrupção policial, tráfico e crime organizado são alguns deles. Uma cidade que desde o seu início viveu da divisão de classes e da segregação social, econômica e racial. Uma cidade que sempre jogou pobres, negros e setores excluídos para a margem enquanto se promoviam bailes da Ilha Fiscal, festas luxuosas regadas a muito dinheiro público e mordomias para a Corte e seus amigos.

Neste cenário de exclusão, segregação, violência e preconceito é que se formou a “Cidade Maravilhosa”. Foi nessa realidade de ausência do papel inclusivo do Estado que surgiram e se fortaleceram organizações criminosas para ocupar esse espaço econômica e socialmente. Dentro das comunidades trabalhadoras, no topo dos morros, o tráfico passou a exercer um papel importante que nunca foi exercido pelos governos. Praticamente um Estado paralelo.

Nesse formato, as organizações cumpriam e cumprem seu objetivo maior, que é econômico: abastecer a Zona Sul, os não-excluídos, dos produtos que vendem, enquanto os barões do tráfico enriquecem. À diferença de seus operadores, da juventude que mata e que morre, dos “patrões” locais, os barões não estão nos morros e nem na cidade do Rio.

Devemos lembrar por exemplo, de um helicóptero apreendido com meia tonelada de cocaína na fazenda de uma importante personalidade em território mineiro tempos atrás. Por aí andam os barões do tráfico.

Diante desse histórico, em que valores civilizatórios são substituídos pela barbárie social incentivada por alguns, precisamos reconhecer que a tendência de caos aumenta. Mas seria esse mesmo o motivo que leva um presidente ilegítimo a decretar intervenção federal no Rio? É preciso analisar a volta dos generais.

A decisão de intervir no Rio vem logo após uma festa tradicional das comunidades excluídas em que o golpe foi escrachado, assim como o presidente ilegítimo, as reformas escravagistas propostas pela elite, a corrupção no poder central, o preconceito racial e social, bem como o preconceito por orientação sexual e de gênero. Ocorre após uma das principais comunidades da cidade ter exposto uma faixa defendendo a candidatura do ex-presidente Lula à Presidência da República na eleição de outubro.

Não será com uma intervenção militar que a violência acabará no Rio. Ao contrário, ações truculentas em comunidades sempre serviram para acentuá-la. Pode até ser que, durante um período curto, os índices de assaltos sejam reduzidos. No entanto, ao mesmo tempo, aumentarão o número de jovens mortos, a derrubada de portas das casas de moradores das comunidades, a criminalização das associações e representações dos movimentos sociais, entre outras atrocidades. Tais medidas provocarão revolta e só reforçarão o poder paralelo das organizações criminosas a médio e longo prazo.

Melhor seria enfrentar a situação de duas maneiras: combatendo a exclusão através de programas sociais e da presença efetiva do Estado nas comunidades e reprimindo as ações dos reais chefes das organizações criminosas.

Devemos, portanto, considerar a intervenção no Rio como mais uma ação do Estado de exceção em vigor no País. Não será surpresa se outras intervenções pipocarem Brasil afora para “enfrentar” a violência. Não será surpresa se, com apoio externo, a intervenção chegar em Roraima, ameaçando a soberania nacional venezuelana. Também não será surpresa se a eleição de 2018 for cancelada, sob o argumento de “defesa da ordem”.

Foi assim no golpe de 1964, que levou o País, passo-a-passo, ao AI-5. A partir de então, a democracia foi aniquilada, seguindo-se um período em que torturas, assassinatos, desaparecimentos viraram práticas corriqueiras. O golpe deflagrado em 2016 entra em seu terceiro ano. Não podemos permitir que ele dure os mesmos 21 anos que durou o anterior.

Estejamos atentos, fortes e resistentes para enfrentar o que virá pela frente.

* André Rosa, secretário de comunicação do Partido dos Trabalhadores de Porto Alegre. Artigo publicado originalmente na Revista Fórum.

See More

O golpe virando ditadura.

Image may contain: 1 person, meme and text
Rede POVO Brasil

POVO SE MANIFESTA E COM MEDO GOLPISTA INTERVÉM NO RIO

A intervenção no Rio não é para combater a violência. Se esse fosse o objetivo real, donos de helicóptero...s com meia tonelada de cocaína estariam presos. Assinada após um carnaval que o caracterizou como vampirão e faixas estendidas nas comunidades manifestaram apoio à Lula, a medida é para intimidar o povo que não aguenta mais o golpe. Escrachado internacionalmente, Michel não quer ver protestos contra a Reforma da Previdência que impedirá boa parcela da população de se aposentar decentemente. É a confirmação de que o golpe virou ditadura.

See More
A terceira edição do Programa Câmara na Rua, lançado pelo presidente do Legislativo, vereador Valter Nagelstein (PMDB) ocorreu nesta sexta (16/2). Desta vez a visita foi ao Mercado Público de Por...
adelisell.com.br

#PTAOVIVO sobre os impactos da Reforma da Previdência na vida das cidades e das pessoas.

It looks like you may be having problems playing this video. If so, please try restarting your browser.
Close
Posted by PT Porto Alegre
1,793 Views
1.7K Views

#PTAOVIVO sobre os impactos da Reforma da Previdência na vida das cidades e das pessoas.

It looks like you may be having problems playing this video. If so, please try restarting your browser.
Close
Posted by PT Porto Alegre
525 Views
525 Views

Daqui a pouco mais, a partir das 15h30, inicia a primeira edição do #PTAOVIVO. Falaremos sobre o impacto da #ReformaDaPrevidência na vida das cidades e das pessoas. Estarão conosco os vereadores Vereador Oliboni, Adeli Sell e Marcelo Sgarbossa, o presidente do PT de Porto Alegre Rodrigo Dilelio, os representantes da executiva municipal Ramiro Castro e André Rosa, o diretor do SIMPA Sindicato dos Municipários de Porto Alegre Adelto Rohr e representante da CUTRS - CUT do Rio Grande do Sul.

Você poderá interagir enviando sua pergunta ou opinião. assista e convide seus amigos e amigas para também assistirem!

No automatic alt text available.

O povo de Porto Alegre está cansado desse discurso do Governo Municipal, que só aponta dificuldades e não apresenta soluções.

Queremos voltar a viver naquela cidade bonita, acolhedora, segura e real. Estamos cansados do conto de fadas e de ver pelo Facebook do prefeito, cheio de filtros e edições, uma cidade que já não existe mais.

Vem para rua prefeito, sai da cadeira da prefeitura, sai da rede social e vem conferir o estrago que está fazendo.

It looks like you may be having problems playing this video. If so, please try restarting your browser.
Close
1,196 Views
1,196 Views
Vereador Adeli Sell is at Câmara Municipal de Porto Alegre.

Nosso vice-prefeito concedeu uma entrevista, onde afirma que não há recursos para pagar serviços como capina e tapa buracos e pior, ele diz que a situação vai c...ontinuar.

Esse governo não apresenta soluções, só pede que todos se conformem com a degradação da cidade. Para eles está tudo bem?

Só posso crer que não vivemos na mesma cidade. O povo quer uma Porto Alegre bonita, real, não a do Facebook do prefeito, cheia de filtros e edições.

See More

E Marchezan quer privatizar parte do DMAE, vejam quem mais cresceu em receitas no ano de 2017! #DmaePublico, tira a mão de nossas riquezas e mostra competência para fazer gestão do serviços da cidade!

Image may contain: 1 person
Sofia Cavedon

E Marchezan quer privatizar parte do DMAE, vejam quem mais cresceu em receitas no ano de 2017! #DmaePublico, tira a mão de nossas riquezas e mostra competência para fazer gestão do serviços da cidade!

A Bolsa Jatinho de Huck e Dória financiada pelo BNDES.

Image may contain: 2 people, text
Rede POVO Brasil is with Udar Lilian and 3 others.

BOLSA JATINHO

O primeiro a aparecer foi o candidato da Globo Luciano Huck e seu jatinho de R$ 17 milhões. Agora, é a vez do jatinho de R$ 44 milhões do prefeito... de São Paulo João Dória Jr, do PSDB. A grande coincidência é que ambas as aeronaves foram adquiridas com dinheiro público através de um financiamento de longo prazo e juros bem abaixo do mercado.

Que barbada, hein? Huck e Dória Jr sempre foram contra o Bolsa Família e agora são contemplados pelo Bolsa Jatinho. Entenderam agora?

Curtam a Rede POVO Brasil

See More

Carnaval também é protesto contra o golpe e as reformas golpistas em curso nesse país. Parabéns GRES Paraiso do Tuiuti!

Rede POVO Brasil added 7 new photos.

#Mitou

GRES Paraiso do Tuiuti fez a crítica inteligente ao estado das coisas no Brasil. Paneleiros e patos que ajudaram o golpe e se calaram diante da corrupção... e das reformas golpistas, a reforma trabalhista que traz de volta os tempos da escravidão e um presidente ilegítimo vampiro. Junto com a Estação Primeira de Mangueira demonstrou que a essência do carnaval também é luta em defesa do povo.
#Carnaval2018

See More

FELIZ ANIVERSÁRIO, PT!

38 anos atrás nascia a história do mais importante partido de esquerda do mundo na atualidade Para lembrar um pouco dessa história, que é também a história de cada um de nós, militantes da esquerda brasileira, compartilhamos algumas fotos dessa trajetória de lutas em defesa da classe trabalhadora.

Feliz aniversário, PT! Feliz Aniversário, PETISTAS!

...

Nossa luta continua!

#PT38anos

See More

A falta de diálogo da prefeitura revoltou os usuários da linha Nonoai que desde 27 de janeiro não vem mais até o centro, mas apenas até a Praça Guia Lopes. As mudanças para o sistema de baldeação são feitas sem conversar com a comunidade, como ocorreu com a Linha Herdeiros, no bairro Agronomia. O líder da Oposição na Câmara, vereador Marcelo Sgarbossa, criticou a precarização do transporte público e o desrepesito com a comunidade.

It looks like you may be having problems playing this video. If so, please try restarting your browser.
Close
244 Views
244 Views
Marcelo Sgarbossa is with Marcelo Sgarbossa and Marcelo Sgarbossa.

BALDEAÇÃO SEM DIÁLOGO, TRANSPORTE PRECÁRIO

Mais uma vez a prefeitura faz mudanças no transporte, retirando linhas do bairro ao centro, passando para o sistema d...e baldeação, sem dialogar com a comunidade. No início de 2017 foi a linha Herdeiros, no bairro Agronomia. Agora é a linha Nonoai, que desde 27 de janeiro, vai só até a praça Guia Lopes.
Líder da Oposição na Câmara Municipal de Porto Alegre, Marcelo Sgarbossa registrou na tribuna nesta quinta-feira (08/02) que a comunidade está indignada com a mudança sem diálogo, realizou uma grande mobilização nessa semana e encaminhou abaixo-assinado ao prefeito para reverter o processo.
É clara a precarização do transporte público, a redução de horários, passagem cara e a prioridade para os carros e não aos ônibus.
Cerca de 90% dos usuários desaprova o sistema na Vila Herdeiros. Os passageiros estão demorando cerca de uma hora a mais para chegar ao destino, além da insegurança nos terminais. Pior: o ônibus não circula após as 20 horas, obrigando os passageiros a voltar a pé para casa.
O prefeito Marchezan está maltratando a cidade e deteriorando os serviços à população que mais precisa. É a Porto Alegre da contramão.

See More