Videos
O COUTO MISTO
25
5
Posts

- 06 AGOSTO - "EXÉRCITO BARROSÃO" À CONQUISTA DO COUTO MISTO - UMA REPÚBLICA ESQUECIDA.

Às 09HOO, no Largo do Outeiro em Tourém, o Padre Lourenço Fontes dará o tiro de partida, para uma "batalha" que se prevê possa estar concluída no prazo de 4 horas. Que ninguém esqueça o respectivo farnel.

Como aperitivo aqui fica a História desta República esquecida:

... See More

Foto: Jose Izquierdo Leon​

PORTUGUÉS:

Os habitantes do Couto dispunham de um caminho neutro, que, partindo do Couto, atravessava as terras de Calvos de Randín, na Galiza, e de Tourém, em Portugal, seu destino. Era delimitado por mourões ou marcos de pedra, marcados com diversos sinais, como cruzes.

...

Utilizado para o trânsito de pessoas e de mercadorias, as autoridades de ambos os países não podiam realizar nenhuma apreensão dentro de seus limites (nem de contrabando), nem de molestar quem o utilizava.

GALEGO:

Os habitantes do Couto dispuñan dun camiño privilexiado que, partindo do Couto, atravesaba as terras de Calvos de Randín, na Galiza, e de Turei, en Portugal. Estaba delimitado por mouróns ou marcos de pedra, marcados con diversos sinais, como cruces.

Utilizado para o tránsito de persoas e de mercadorías, as autoridades de ambos os países non podían realizar ningunha aprehensión dentro dos seus límites (nin tan xiquera de contrabando), nin podían molestar os seus usuarios.

Os habitantes do Couto non necesitaban de licenza para o porte de armas de calquera clase (de caza ou de defensa), nin dentro do Couto, nin no Camiño Privilexiado.

CASTELLANO:

Los habitantes de Couto disponían de un camino privilegiado que se extiende desde el Couto, cruzando las tierras de Calvos de Randín en Galicia, y Turei en Portugal, su destino. Estaba delimitado por marcos y cruces de piedra.

Se utiliza para el tránsito de personas y mercancías, las autoridades de ambos países no podían hacer ninguna aprehensión dentro de sus límites (ni tan siquiera de contrabando), ni podrían molestar a sus usuarios.

Los habitantes de Couto no necesitaban licencia para portar armas de cualquier tipo (caza o defensa),ni dentro de Couto, ni en el Camino Privilegiado.

See More
Image may contain: sky, outdoor and nature
Photos
Reviews
À descoberta do Couto Misto -Uma República esquecida" has no reviews yet.
Tell people what you think
Posts

- À CONQUISTA DO COUTO MIXTO - UMA REPÚBLICA ESQUECIDA

- IMAGENS

NIÑODAGUIA-BALTAR added 117 new photos to the album: COUTO MIXTO.

Outra andaina para non esqueser."Couto Mixto,camiño privilexiado". Memoria dun estado que xa non existe pero que define a singularidade Galaico-Portuguesa.
Obrigado a Padre Fontes e Mauro Fernandes.

NIÑODAGUIA-BALTAR added 117 new photos to the album: COUTO MIXTO.

Outra andaina para non esqueser."Couto Mixto,camiño privilexiado". Memoria dun estado que xa non existe pero que define a singularidade Galaico-Portuguesa.
Obrigado a Padre Fontes e Mauro Fernandes.

It looks like you may be having problems playing this video. If so, please try restarting your browser.
Close
Posted by Domingos Chaves
430 Views
430 Views
Domingos Chaves

- À CONQUISTA DO COUTO MIXTO

Pilar Javier Vázquez added 71 new photos to the album: Couto Mixto — in Tourém, Vila Real, Portugal.

De Tourem hasta Randín pois Santiago

Image may contain: 3 people, people smiling, people standing, outdoor and indoor
Pilar Javier Vázquez to À descoberta do Couto Misto -Uma República esquecida"

Recorrido por o Couto Mixto.......o forno de Tourem

Domingos Chaves added 17 new photos.

À CONQUISTA DO COUTO MISTO – UMA “REPÚBLICA” COM 800 ANOS
Vários autores situam a sua constituição formal no século XII, entre os anos 1143-1147, e a sua origem... no processo de independência de Portugal do Reino de Leão, numa época em que a divisão fronteiriça não estava definida.
O Couto Mixto era um enclave com vinte e sete quilómetros quadrados de superfície, situado na Galiza, entre as serras do Pisco e do Larouco, limitado a sul pela fronteira portuguesa, com três povoações (Santiago, Rubiás e Meaus), que nunca tinham formado parte de qualquer um dos países desde a formação de Portugal, onde viviam entre seiscentos e mil habitantes. São várias as teorias sobre a origem do Couto Mixto!... Entre elas está a que sustenta que a sua fundação deriva de um foral concedido por Sancho I, outra defende que se tratou de um “coto de homiciados”, isto é, “uma jurisdição territorial donde os criminosos que não tivessem sido autores de falsificação de moeda, delito sexual ou religioso, poderiam redimir as suas penas” , e outra assente ainda na lenda da princesa desterrada, que teria sido salva por habitantes do Couto de morrer quando dava à luz, depois de ter sido apanhada ao cruzar a serra por um nevão, e que agradecida, lhes concedeu a independência e os privilégios. Diz-se que os habitantes do Couto Mixto desfrutavam de uma série de privilégios: tinham direito a decidir se queriam ser espanhóis ou portugueses ou não optar por nenhuma nacionalidade; não pagavam impostos nem a um país nem ao outro, nem podiam ser recrutados pelos respectivos exércitos; não necessitavam licença para portar armas; podiam cultivar o que quisessem, incluído tabaco, cujo cultivo estava estrictamente controlado, tanto em Espanha como em Portugal; não tinham a obrigação de usar papel selado oficial para nenhum tipo de acordos ou contratos, obrigatório nos dois países; tinham permissão para transportar o que desejassem, sem risco de serem interceptados pelos agentes de autoridade de nenhum dos dois países, por um caminho neutral de seis quilómetros, o “Caminho Privilegiado”, que unia as três povoações do Couto Mixto com a localidade portuguesa de Tourém, atravessando território de Espanha e Portugal.
Dentro do perímetro do Couto Mixto, as autoridades portuguesas e espanholas não podiam entrar em perseguição de ninguém. Este privilégio talvez fosse uma reminiscência das suas origens, contudo, este direito de asilo nem sempre teria sido respeitado pelas autoridades dos dois países. Do mesmo modo, nem sempre foi cumprida a regra de recusar alojamento e passagem de forças militares pelo território do Couto ante a superioridade numérica destas. Foi o que aconteceu aquando das invasões francesas comandadas pelo Marechal Soult; com o contingente militar português de 700 soldados, seguidos por 300 mulheres, comandado pelo General Saldanha, em 1851, na sua retirada para a Galiza durante as Guerras Liberais, que pernoitaram uma noite no Couto Mixto a caminho de Lobios, ou com a ocupação por pequenas unidades militares galegas ou portuguesas, por ocasião das destruições das plantações de tabaco.
Estas decisões, a integração dos povos promíscuos em Portugal e do Couto Mixto na Galiza, é pois a “estória que se segue para melhor compreender a verdadeira História desta “república” que durou 800 anos.

See More

Ainda não deu gosto na página de O Praticante?

Ainda não os segue?

Dê agora um GOSTO e siga-os em https://www.facebook.com/OPraticanteRevista/

Media/News Company
O Praticante's photo.
O Praticante
21,245 Likes
478 talking about this

Os habitantes do Couto Mixto desfrutavam de uma série de privilégios: tinham direito a decidir se queriam ser espanhóis ou portugueses ou não optar por ne...nhuma nacionalidade....

Artigo de Domingos Chaves, foto de Mauro Fernandes, numa história que será relatada pelo Padre Lourenco Fontes, numa publicação de O Praticante

See More
Os habitantes do Couto Mixto desfrutavam de privilégios: tinham direito a decidir se queriam ser espanhóis ou portugueses ou não optar por nenhuma delas...
opraticante.pt

Local de partida: Largo do Outeiro, Tourém
Hora de Partida: 09:00 horas
Percurso Circular
Desnível acumulado 400 metros (+ e -)
Evento gratuito e livre, um encontro de amigos para um passeio!...
Notas: Devem trazer água e alimentação necessária e proporcional ao esforço normal de uma caminhada fácil mas de 14Km.

See More
No automatic alt text available.
À descoberta do Couto Misto -Uma República esquecida" to Caminhada "À descoberta do Couto Misto -Uma República esquecida"

Local de partida: Largo do Outeiro, Tourém
Hora de Partida: 09:00 horas
Percurso Circular
Desnível acumulado 400 metros (+ e -)
Evento gratuito e livre, um enco...ntro de amigos para um passeio!
Notas: Devem trazer água e alimentação necessária e proporcional ao esforço normal de uma caminhada fácil mas de 14Km.

See More

Este é o nosso "roadbook" para Domingo, como podem ver o grau de dificuldade é baixo e as paisagens e pontos de interesse prometem, em breve mais informação, estejam atentos!
Local de partida: Largo do Outeiro, Tourém
Hora de Partida: 09:00 horas
Percurso Circular
Desnível acumulado 400 metros (+ e -)...
Evento gratuito e livre, um encontro de amigos para um passeio!
Notas: Devem trazer água e alimentação necessária e proporcional ao esforço normal de uma caminhada fácil mas de 14Km.

See More
No automatic alt text available.
No automatic alt text available.