Reviews
4.8
17 Reviews
Tell people what you think
Conceição Rodrigues
· November 7, 2017
Adoro Marvão, obrigado pelo convite.
Vou muitas vezes a essa linda e maravilhosa Aldeia.
Eduardo Faria
· January 30, 2018
É sempre um prazer enorme o fim de semana que lá passo. Recomendo vivamente.
Lígia Fernandes
· August 7, 2016
A casa é uma surpresa com os seus cantos e recantos, terraços e quintal! Eu e a minha família gostámos muito de ficar hospedados na Casa da Aldeia.
O Alexandre, anfitrião, muito simpático e sempre pr...esente para o que fosse preciso. Deu-nos indicações valiosas sobre o que visitar nas redondezas e tivemos acesso gratuito, através dele, às piscinas municipais da Portagem.
A zona envolvente é belíssima e convida a muitos passeios pedestres na natureza. Adore a subida à crista quartzítica de Castelo de Vide. Uma paisagem espectacular! E o pôr do sol no castelo do Marvão?? Belo, belo, belo ♥
A aldeia onde a casa se situa é pequena e muito sossegada, ideal para quem quer descansar. O quintal é óptimo para quem tem animais, e um dos terraços e perfeito para colocar uma piscina para as crianças.
Foi uma semana de férias muito boa.
Recomendo!
See More
Celestino Reia
· August 30, 2017
Parabens pela casa
Fatima Salgueiro Pereira
· March 1, 2017
É uma casa que me dá muitas saudades do tempo em que nela brincava com as minhas primas. A Terezinha principalmente.
João Andrade Batista
· April 2, 2017
Muitos Parabéns por essa casa simpatica e bem situada com sol todo o dia
Ana Maria Paz
· April 5, 2016
Adoro esta zona de Portalegre, pois tenho casa en Santo António das Areias que eu adoro essa Aldeia Marvão é Lindíssimoooooooooooooooooooo
Maria Fernanda Figueiredo
· June 24, 2015
Muito acolhedora!
Claudia Correia
· June 22, 2015
5 estrelas .os donos são um simpatia
Photos
Posts
Juan Carlos Jiménez Durán added 20 new photos to the album: ANTIGUOS HORNOS Y CANTERA DE CAL (Marvão).

Caleiras da Escusa , São Salvador de Aramenha, Marvão.
La extracción de cal en la zona se remonta a tiempos de los romanos, muy cerca de aquí aproximadamente 1,...5 km se encuentran las ruinas de la ciudad de Ammaia, existian mas de 40 hornos lo que suponía una actividad muy importante para la zona. En la actualidad la cantera es utilizada para la práctica de escalada, en el año 2012 fue declarado monumento nacional por el estado portugues.

See More
It looks like you may be having problems playing this video. If so, please try restarting your browser.
Close
Posted by Portugal cool
188,205 Views
188,205 Views
Portugal cool

A Mui Nobre e Sempre Leal Vila de Marvão localiza-se no Distrito de Portalegre.
O norte alentejano tem uma povoação fortificada que encaixa no cenário do Parque... Natural da Serra de São Mamede: Marvão. No topo de um monte rochoso, a 860 metros de altitude, é um convite tentador para quem gosta de encontrar riquezas históricas e naturais num só lugar.
Fundada pelo árabe Ibn Maruan no século IX, a vila medieval do Marvão, no alto da Serra do Sapoio, alberga várias construções caiadas de branco e um castelo, num conjunto amuralhado, classificado como património de interesse público. Do cimo da fortificação, que conserva em bom estado as edificações do tempo em que servia de praça militar, é possível avistarmos as serras da Estrela, da Gardunha, de São Mamede e até a vizinha Espanha.
A melhor forma para descobrir Marvão é mesmo deixar-se levar a pé pelas ruas, travessas e escadas de pedra, ricas em detalhes arquitetónicos. Na parte baixa da vila, ficam as igrejas do Calvário, obra do século XIX, e do Espírito Santo, que, na época medieval, servia de casa de assistência e que foi precursora da instituição da Misericórdia.
Vídeo de Portugal cool

See More
Posts
It looks like you may be having problems playing this video. If so, please try restarting your browser.
Close
Posted by Portugal cool
188,205 Views
188,205 Views
Portugal cool

A Mui Nobre e Sempre Leal Vila de Marvão localiza-se no Distrito de Portalegre.
O norte alentejano tem uma povoação fortificada que encaixa no cenário do Parque... Natural da Serra de São Mamede: Marvão. No topo de um monte rochoso, a 860 metros de altitude, é um convite tentador para quem gosta de encontrar riquezas históricas e naturais num só lugar.
Fundada pelo árabe Ibn Maruan no século IX, a vila medieval do Marvão, no alto da Serra do Sapoio, alberga várias construções caiadas de branco e um castelo, num conjunto amuralhado, classificado como património de interesse público. Do cimo da fortificação, que conserva em bom estado as edificações do tempo em que servia de praça militar, é possível avistarmos as serras da Estrela, da Gardunha, de São Mamede e até a vizinha Espanha.
A melhor forma para descobrir Marvão é mesmo deixar-se levar a pé pelas ruas, travessas e escadas de pedra, ricas em detalhes arquitetónicos. Na parte baixa da vila, ficam as igrejas do Calvário, obra do século XIX, e do Espírito Santo, que, na época medieval, servia de casa de assistência e que foi precursora da instituição da Misericórdia.
Vídeo de Portugal cool

See More
FEB10
Feb 10 - Feb 24Município de MarvãoMarvão, Portugal
19 people interested
19/5/2018: Ultra Trail da Serra de São Mamede - 4 distâncias: 100 Km - 43 Km - 22 Km - 10 Km
Juan Carlos Jiménez Durán added 20 new photos to the album: ANTIGUOS HORNOS Y CANTERA DE CAL (Marvão).

Caleiras da Escusa , São Salvador de Aramenha, Marvão.
La extracción de cal en la zona se remonta a tiempos de los romanos, muy cerca de aquí aproximadamente 1,...5 km se encuentran las ruinas de la ciudad de Ammaia, existian mas de 40 hornos lo que suponía una actividad muy importante para la zona. En la actualidad la cantera es utilizada para la práctica de escalada, en el año 2012 fue declarado monumento nacional por el estado portugues.

See More
Alojamento local, situado na aldeia da Escusa. Esta aldeia típica fica a 4km das magníficas vilas de Marvão e Castelo de Vide!
Ana Maria Saraiva to Imagens do Alentejo

PATRIMÓNIO CULTURAL NO PARQUE NATURAL DA SERRA DE SÃO MAMEDE

ALDEIA DE ESCUSA,São Salvador de Aramenha, Marvão. - AS CALEIRAS DE ESCUSA

“A LUZ DA CAL” É UMA APR...ESENTAÇÃO, em livro, de um itinerário alentejano, guiado pela palavra sábia e harmoniosa de Urbano Tavares Rodrigues, esplendidamente ilustrado com fotografias de António Homem Cardoso, trazido a público, em 1996, pela Editorial Éter.
.
Caiar a casa todos os anos, terminada a invernia, ainda é um ritual quase religioso, mais das mulheres, nos campos do Alentejo. Quem não semicerra os olhos encandeados pela intensa luminosidade das paredes brancas brilhando ao sol? A luz da cal é, e bem, uma das duas expressões com que o autor sintetiza o Alentejo. A outra é a extensão, que permite ao alentejano este olhar ao longe que lhe moldou a alma e a mente. Era sempre no começo do tempo mais seco que o caleiro vendia, porta a porta, as pedras de cal que trazia numa carrocita puxada pela mesma mula que lhe carregava o calcário, da pedreira até à caleira, onde o cozia, e toda a lenha necessária a esse fabrico artesanal.
.
As Caleiras de Escusa, em Marvão, são uma memória rara deste viver que importa, a todo o custo, conservar, valorizar e legar aos vindouros. Vai para duas décadas que estas caleiras estão referenciadas como um património a proteger, conforme consta na letra do Dec.-Lei 121/89, de 14 de Abril, que criou o Parque Natural da Serra de S. Mamede. Este diploma tem como principais objectivos a protecção e o aproveitamento sustentado dos respectivos recursos geomorfológicos, paisagísticos, florísticos e faunísticos, bem como a promoção, de forma ordenada e equilibrada, do desenvolvimento económico, social e cultural das populações locais, através do incentivo às ocupações tradicionais da território. No documento Turismo da Natureza (Enquadramento Estratégico), do Parque Natural da Serra de S. Mamede, 2000 - 2006, do então Instituto de Conservação da Natureza, este Parque Natural integra-se na Região de Turismo de S. Mamede e tem como atribuições gerais a valorização turística das respectivas áreas, visando o aproveitamento equilibrado das potencialidades turísticas do património histórico, cultural e natural, no quadro das orientações e directivas da política de turismo definida pelo Governo e nos planos anuais e plurianuais do Estado e dos Municípios (Decreto-Lei 287/91, de 9 de Agosto). Entre as estratégias a desenvolver, este documento preconiza a integração das Caleiras de Escusa como um núcleo ecomuseológico ou pólo de animação cultural. O Regulamento do Plano de Ordenamento do Parque Natural da Serra de S. Mamede (Resolução do Conselho de Ministros nº 77/2005, de 21 de Março), no seu artigo 24º, considera as Caleiras de Escusa como uma das dez áreas de intervenção específica, para valorização cultural e patrimonial e prevê a sua recuperação como património cultural/etnográfico, no âmbito do turismo da natureza.
.
Em 1989, já passaram quase vinte anos, os Drs. Mário e Maria Helena Freire, do Clube de Biologia e Geologia da Serra de S. Mamede, sensíveis à degradação destas caleiras, estabeleceram contactos com a Comissão Coordenadora Regional do Alentejo, da Direcção Regional do Ambiente e Recursos Naturais, de que resultou o projecto “Museu Geológico a Céu Aberto Escusa/Marvão”, que incluía os aspectos etnográfico, geológico, florístico e faunístico (nidificam ali mais de uma vintena de espécies de aves). Estas vertentes fazem do sítio um pólo ecomuseológico potenciado pela proximidade de outros locais de valor turístico, como são a ponte quinhentista da Portagem, as ruínas da cidade romana de Ammaia, a choça de Cabeçudos (Santo António das Areias), o Centro de Interpretação do Parque Natural (Olhos de Água), o percurso megalítico Castelo de Vide - Marvão e, ainda, as vilas de Castelo de Vide e de Marvão, duas pérolas do Norte Alentejano.
.
Na pesquisa que empreendi, com vista à ultimação destas notas, soube que a Câmara de Marvão, de colaboração com a Junta de Freguesia de S. Salvador de Aramenha estavam a colaborar no sentido da recuperação das Caleiras de Escusa. O local foi limpo de entulhos e lixos, o que parecia um bom começo.
.
Como se documenta, os textos legais são promissores. Os nossos administrativos, ao que parece, contentaram-se com os belos textos que, em tão boa prosa, souberam escrever. A verdade é que, ainda não passaram das palavras aos actos. Numa época em que o Turismo Cultural e da Natureza ganha adeptos entre nós, as Caleiras de Escusa constituem um património, simultaneamente, natural, histórico e etnográfico, que, com custos perfeitamente ao alcance das nossas capacidades, poderia contribuir para o desenvolvimento regional e, certamente, também, nacional.
.
É o país que temos! http://sopasdepedra.blogspot.pt/

See More
Image may contain: indoor
Casa da Aldeia is in Escusa.

Casa da Aldeia

Image may contain: indoor
Casa da Aldeia is in Escusa.

Casa da Aldeia

Image may contain: indoor
Casa da Aldeia is in Escusa.

Casa da Aldeia

Alojamento local, situado na aldeia da Escusa. Esta aldeia típica fica a 4km das magníficas vilas de Marvão e Castelo de Vide!
It looks like you may be having problems playing this video. If so, please try restarting your browser.
Close
1,766 Views
Feira da Castanha - Marvão

XXXIV Feria de la Castaña de Marvão
El 11 y 12 de Noviembre, vuelve la Reyna de todas las fiestas!

Casa da Aldeia added 9 new photos to the album: A Castanha.
It looks like you may be having problems playing this video. If so, please try restarting your browser.
Close
35,898 Views
AUTOCLUBE

A mais antiga e mítica prova do TT nacional, a Baja Portalegre 500, volta a decidir os Campeonatos Nacionais da modalidade entre Carros e Motos.