Posts

Em 2017, abrimos uma chamada de originais para escritoras negras. Recebemos muitos textos de autoras de diferentes lugares do estado de SP.

Como o volume de envios foi maior do que esperávamos, constituímos um comitê editorial, convidando a Lubi Prates para trabalhar conosco nesse projeto!

Agora o comitê editorial está na fase final de avaliação e decisão sobre qual livro será publicado (finalmente!).

...

Ao mesmo tempo, recebemos tantas coisas bacanas e cheias de potencial para ganhar o mundo, que resolvemos propor uma maneira de expandir um pouco o projeto, impulsionando o trabalho de um número ainda maior de escritoras negras!

Em cerca de uma semana essa novidade vai ao ar! Fiquem ligadas aqui na nossa página!

See More

"A Força" foi a carta de tarô que inspirou a decisão final sobre o logotipo da Linha a Linha, desenvolvido pelo @estudio_par_de_broto

Diante de três diferentes propostas da designer Luiza Poli (@luplupli) e da desenhista Raquel Thomé (@raquelthome), viramos três cartas de tarô. Uma para cada logotipo.

Interpretamos a simbologia de acordo com uma análise de tarô feminista, crítica e próxima da filosofia e da psicanálise.

...

Assim nasceu o logo da Linha a Linha:

"'A Força' é um arcano bem importante e, bem, forte. A simbologia tradicional é uma mulher segurando a cabeça de um leão. Ela doma o leão, mas com suavidade. No baralho usado (Klimt), esse arcano é representado por uma mulher retirando de uma sacola no chão uma cabeça de outra mulher, que parece a dela mesma, de olhos fechados. Nas duas imagens, a referência é a dialética, numa interpretação quase taoísta (yin-yan, chi, etc) do que é A Força: a força que vem pela suavidade estrategicamente aplicada, sem violência. A relação que a carta traz é do construído/racional/humano (pensamento, instrumentos, técnicas ou, na linguagem do logo, as linhas mais retas) com o que é selvagem, natural, intuitivo (animal, natureza, instinto, intuição ou, na linguagem do logo, linhas curvas). Para este arcano, essa é uma relação pacífica, de colaboração, e não de extermínio, competição, dominação pela violência. Quer dizer, o curvo tem um espaço, domado na sua relação com o reto, que por sua vez precisa deixar espaço para o curvo existir. Esse é um ponto a favor desse conceito de logo: reto com curvo. O logo proposto também traz cores parecidas com o esquema de cores da carta, tanto no tarô inspirado no trabalho de Klimt quanto na simbologia tradicional (o laranja, sobretudo). Por fim, há o leão, que representa a coragem equilibrada pelo fato de estar domado - não à toa, por uma mulher, que traz flores e outros elementos que mostram a conexão entre material, intelectual, espiritual, emocional."

See More
No automatic alt text available.
No automatic alt text available.
Image may contain: 1 person, text
No automatic alt text available.
Photos
Posts

Pagu voa!

Image may contain: text
Vanderley Mendonça

da série azul

Ela vem chegando...!

Image may contain: text
No automatic alt text available.
No automatic alt text available.
Marília Moschkovich posted 3 photos.

Nas minhas mãos, a edição original de Parque Industrial, o primeiro romance proletário de Pagu (Mara Lobo era o pseudônimo).

Este objeto acaba de completar 8...5 anos de vida! Vida longa a Pagu!

Guardem as datas:

- dia 04 de março, domingo, estreamos o Pagu - Criação Literária, um grupo de criação literária livre mediado por mim e pela Ohana Meira na Mário de Andrade quinzenalmente aos domingos. Curtam e sigam a página do @Coletivo Cultural Vianinha , do qual fazemos parte, para mais informações (horário, etc).

- primeira semana de maio: publicamos, pela Linha a Linha, uma nova edição comemorativa de Parque Industrial, linda e recheada de notas, prefácios, comentários e um prefácio novo do Augusto de Campos também!

See More

O primeiro lançamento da Editora Linha a Linha chega em Maio: Parque Industrial, romance proletário de Pagu!

Uma nova e especialíssima edição deste romance (que talvez seja o romance modernista mais subestimado da história) está sendo carinhosamente preparada por nossa equipe.

Repleta de excelentes notas, comentários, ensaios complementares, a edição especial comemora 85 anos da publicação original da obra, num momento histórico em que as reflexões de Pagu parecem ganhar novo...s (e ainda mais intrigantes) sentidos.

Acompanhem nossa página para receber as notícias deste e dos próximos (e bombásticos) lançamentos e projetos da Linha a Linha, a nova editora feminista do Brasil.

See More
No automatic alt text available.
Image may contain: 1 person, closeup

Editora Urutau recebe originais de poesia do Rio de Janeiro!

It looks like you may be having problems playing this video. If so, please try restarting your browser.
Close
4,517 Views
Editora Urutau

ÚLTIMO DIA. NÃO DEIXE DE ENVIAR SEU ORIGINAL. PUBLIQUE SEU LIVRO. POESIA
Chamada aberta - Livros de Poesia. Para residentes na cidade do Rio de Janeiro. Envie ...o seu original até o dia 31/03/2018.

A Editora Urutau selecionará originais de poesia de pessoas que vivem na cidade do Rio de Janeiro. A editoração e impressão desses livros será custeada totalmente pela editora e ainda, como contrapartida, autorxs receberão 10% da tiragem em livros.

Apenas serão avaliadas obras completas, com título e sumário (não se trata de coletânea, serão livros individuais). Juntamente com o original, pedimos que você nos informe os últimos três livros que leu e suas principais influências.

Receberemos os originais no seguinte e-mail: original@editoraurutau.com.br

Formato do original para envio:
1 - PDF ou DOC
2 - Até 100 páginas

Mais informaçoes: www.editoraurutau.com.br/chamadas-abertas

See More

Saiu mais uma matéria sobre a Livraria Africanidades. Confira!
Obrigada Lamparinascope

Ketty Valêncio criou um acervo cultural com mais de 60 obras de escritoras negras como forma de trazer representatividade, voz e poder a elas
lamparinascope.com

Estamos preparando uma nova edição de Parque Industrial, o primeiro romance proletário do Brasil, de autoria de Pagu!

Comemorando 85 anos da primeira publicação dessa obra fundamental da literatura modernista brasileira, a edição virá recheada de novidades!

Pagu como nunca antes vista ou publicada!

...

Lançamento previsto para o primeiro semestre de 2018!

See More

Um Salv a escandalosamente comunista PAGU!!

A romancista, tradutora, jornalista, ilustradora e militante comunista Pagu, morta em 12 de dezembro de 1962, carregou durante a vida --e depois dela-- a fama d...
acervofolha.blogfolha.uol.com.br
Inauguração será no próximo dia 09 de dezembro, com lançamento do romance Bará, da autora Miriam Alves No próximo dia 09 de dezembro a bibliotecária Ketty Valencio, de 34 anos, inaugura a loja físi…
margens.com.br

Entrevista com Conceição Evaristo para Mulheres que escrevem

Taís Bravo

"Ah, gostaria que me perguntassem sobre o meu processo de criação. Porque tenho um certo receio que as pessoas se encantem por essa figura aqui: uma mulher negr...a, que veio da favela e que escreve. Me anunciar dessa forma, até pelo fato de eu ser uma mulher negra que estou escrevendo, me torna um objeto vendável. Porque desperta curiosidade. E eu tenho muito receio de que as pessoas fiquem só no meu histórico pessoal e não leiam o meu texto. Eu quero que leiam"

See More
“O meu texto é um lugar onde as mulheres se sentem em casa”
medium.com

No nosso edital de prosa literária, acabamos recebendo muitos originais de poesia! Muitas também nos perguntam se abriremos um edital de poesia. Mas a Linha a Linha não tem previsão de abrir um selo para poesia por enquanto.

A Lubi Prates, nossa parceira, tem feito um trabalho que recomendamos muito às poetas e escritoras negras, fomentando a produção poética e literária entre negras.

Agora vai ser no Rio! Não percam!

DEC9
Dec 9, 2017 - Dec 10, 2017FRONTRio de Janeiro, RJ, Brazil
129 people interested
O foco em autoras contemporâneas é importante para evitar uma ideia estereotipada da cultura indígena. Importa saber o que se faz hoje,...
visibilidadeindigena.blogspot.com

Caras escritoras,

os originais de vocês estão conosco e estamos bem animadas com a leitura. No entanto, como acabamos recebendo um número alto de originais e identificando uma demanda ainda maior do que a demanda que sabíamos existir pela publicação de autoras negras, optamos por não realizar esse processo com pressa.

Nossa equipe é bem pequenina e estamos trabalhando em outros projetos da editora ao mesmo tempo. Como numa editora iniciante, vocês devem imaginar, também temos... um limite orçamentário que vai limitando nosso tempo e possibilidades.

Tudo isso nos fez diminuir o ritmo de leitura dos originais para tentar procurar uma solução que nos permitisse beneficiar mais escritoras negras do que apenas aquela que terá seu original publicado como resultado da chamada. Isso envolveu formar um novo comitê editorial (no qual tivemos o imenso prazer de poder incluir a Lubi Prates, escritora e editora com um extenso trabalho na área de formação autoral), desenvolver novas estratégias de ação e de financiamento.

Por enquanto não podemos ainda revelar a vocês o tamanho e a bacanosidade da novidade.

Mas sabemos que enviar um original pode ser fruto de muita angústia. Por isso, queremos dar publicamente a previsão de que vocês ouvirão mais sobre essa novidade logo após o Carnaval de 2018, embora o resultado final da análise esteja previsto para março/abril.

Agradecemos enormemente a paciência (e quanta!) de vocês conosco, e pedimos só mais um pouquinho dela, por favor.

Um abraço forte,

Equipe Editorial Linha a Linha.

See More

Chamada para escritoras mulheres em ficção científica, incluindo poesia e prosa!

Call for women writers in science fiction, including poetry and prose!
Translated
Image may contain: text
Revista Raimundo

CHAMADA! A Revista Raimundo convida mulheres para enviarem originais de poesia, prosa, ensaio, tradução e não-ficção com o tema ficção científica (também chamad...a de especulativa). Queremos receber textos que usem das características estéticas associadas a este gênero para transgredir os limites físicos, sociais e filosóficos das ficções com as que optamos viver. Especialmente bem-vindos serão textos que dialoguem com questões de gênero e raça, o pós-humano e utopias/distopias em geral. Inspirações podem vir das questões de desterro e exílio em obras como as de Ursula le Guin, justiça e livre arbítrio como em Phillip K. Dick, tecnologia e política como em Black Mirror, sociedade do espetáculo como em Jogos Vorazes, ciência e ativismo como em Carl Sagan, gênero e religião como em Margaret Atwood, a irrupção de um indigenismo futurista-messiânico em Caetano Veloso, ou os desafios de viver à margem da sociedade, em Castelo Rá-tim-bum. Ao infinito e além! Leia nossas normas: www.revistaraimundo.com.br/normas_de_publicacao.php

See More

vem aí uma edição impressa, lindona, cheia de textos complementares, prefácios, posfácios, homenagens e que - nós prometemos! - não vai custar os olhos da cara

voltamos com novidades sobre essa obra fundamental da literatura modernista brasileira durante os próximos meses. e já podem ir preparando os corações para as ações de lançamento, mais para o final do ano!

* * * * *

...

para quem não conhece a autora: https://pt.wikipedia.org/wiki/Pagu

para quem não conhece a obra: http://www.pagu.com.br/…/obras-e-textos-…/parque-industrial/

See More
Image may contain: text

Em 38 dias de chamada (09/07 a 15/08), recebemos trabalhos de mais de 50 autoras negras inéditas, residentes no estado de São Paulo!

Nosso post foi visualizado por mais de 80 mil pessoas em todo o Brasil e teve repercussão em diversos sites, blogs e portais como Hypeness e o blog do Arcanjo no UOL.

É claro que ficamos muito contentes com a repercussão. Ao mesmo tempo, não podemos deixar de ressaltar que essa repercussão nos mostra também o quanto a produção literária de mulhe...res negras ainda é rejeitada no mercado brasileiro - embora elas produzam, e muito! Isso nos faz reafirmar a certeza de que o trabalho que estamos começando no Editorial Linha a Linha tem um grande potencial transformador.

Agora, nossos próximos passos serão:

a) em primeiro lugar, avaliar a quantidade de material recebido, e o tamanho da nossa (muito mini) equipe, e estimar uma data máxima para dar um retorno às autoras sobre seus originais

b) dar esse retorno às autoras, por e-mail, sobre seus originais

c) selecionar uma obra para integrar o catálogo do selo CAROLiNA (que já tem seu primeiro lançamento engatilhado ainda para 2017 - aguardem novidades!).

Nesse processo, assumimos o compromisso social de atuarmos sempre para a formação de um corpo de escritoras (e, mais especificamente, de um corpo de escritoras negras) no espaço literário brasileiro. Por isso, mesmo as autoras cujos originais não forem selecionados para publicação no selo, não serão deixadas "na mão". Na medida do possível, conforme o caso e nossas possibilidades, oferecemos ferramentas para impulsionar seu trabalho de escrita e sua publicação.

Vamos nessa, minas!

* * * * *

PS.: Quem é de fora de SP, queríamos dizer que adoraríamos ter uma equipe com tamanho suficiente para receber originais de todo o Brasil. Mas se só de SP foram mais de 50 trabalhos recebidos, imaginem se tivéssemos aberto para o país todo... Infelizmente no momento isso estava além de nossas possibilidades em termos de recursos humanos. Mas seguiremos trabalhando para a Linha a Linha e o selo CAROLiNA se desenvolverem, assim poderemos ampliar nossa atuação, nossas chamadas, o sistema de recebimento de originais, etc.!

See More
Image may contain: text

Hoje estamos recebendo os últimos originais da chamada que abrimos para escritoras negras inéditas! Veio muita coisa e estamos ansiosas para ler tudo com calma e responder vocês.

Por enquanto, a dica é esse vídeo maneiro do Marcelino Freire com a Ana Rüsche e a Lubi Prates com alguns truques e conselhos para todas nós que escrevemos!

It looks like you may be having problems playing this video. If so, please try restarting your browser.
Close
1,927 Views
Tapera Taperá was live.

Quem escreve tem que se mexer? A ideia é conversar sobre o processo criativo de cada um, dicas para escrever melhor, trabalhos em andamento e assuntos que as pessoas convidadas possuem em comum.
Entrevistas por Ana Rüsche

Mais uma dica pra escritoras de todo o Brasil! Aproveitem as dicas, dêem aquele trato no texto e mandem seus originais de livro de prosa literária para a nossa chamada, que fica aberta até depois de amanhã!

Image may contain: text
Ana Rüsche is at Tapera Taperá.

Logo mais, 12h, Lubi Prates e Marcelino Freire conversam sobre processos de escrita e suas obras na Tapera Taperá!

Acompanhe o live pela página da livraria no facebook: https://www.facebook.com/taperataperah

#lubiprates #marcelinofreire #livros #amoler #prosa #poesia