Posts

Caras escritoras,

os originais de vocês estão conosco e estamos bem animadas com a leitura. No entanto, como acabamos recebendo um número alto de originais e identificando uma demanda ainda maior do que a demanda que sabíamos existir pela publicação de autoras negras, optamos por não realizar esse processo com pressa.

Nossa equipe é bem pequenina e estamos trabalhando em outros projetos da editora ao mesmo tempo. Como numa editora iniciante, vocês devem imaginar, também temos... um limite orçamentário que vai limitando nosso tempo e possibilidades.

Tudo isso nos fez diminuir o ritmo de leitura dos originais para tentar procurar uma solução que nos permitisse beneficiar mais escritoras negras do que apenas aquela que terá seu original publicado como resultado da chamada. Isso envolveu formar um novo comitê editorial (no qual tivemos o imenso prazer de poder incluir a Lubi Prates, escritora e editora com um extenso trabalho na área de formação autoral), desenvolver novas estratégias de ação e de financiamento.

Por enquanto não podemos ainda revelar a vocês o tamanho e a bacanosidade da novidade.

Mas sabemos que enviar um original pode ser fruto de muita angústia. Por isso, queremos dar publicamente a previsão de que vocês ouvirão mais sobre essa novidade logo após o Carnaval de 2018, embora o resultado final da análise esteja previsto para março/abril.

Agradecemos enormemente a paciência (e quanta!) de vocês conosco, e pedimos só mais um pouquinho dela, por favor.

Um abraço forte,

Equipe Editorial Linha a Linha.

See More
O foco em autoras contemporâneas é importante para evitar uma ideia estereotipada da cultura indígena. Importa saber o que se faz hoje,...
visibilidadeindigena.blogspot.com
Photos
Posts

Chamada para escritoras mulheres em ficção científica, incluindo poesia e prosa!

Call for women writers in science fiction, including poetry and prose!
Translated
Image may contain: text
Revista Raimundo
October 4

CHAMADA! A Revista Raimundo convida mulheres para enviarem originais de poesia, prosa, ensaio, tradução e não-ficção com o tema ficção científica (também chamad...a de especulativa). Queremos receber textos que usem das características estéticas associadas a este gênero para transgredir os limites físicos, sociais e filosóficos das ficções com as que optamos viver. Especialmente bem-vindos serão textos que dialoguem com questões de gênero e raça, o pós-humano e utopias/distopias em geral. Inspirações podem vir das questões de desterro e exílio em obras como as de Ursula le Guin, justiça e livre arbítrio como em Phillip K. Dick, tecnologia e política como em Black Mirror, sociedade do espetáculo como em Jogos Vorazes, ciência e ativismo como em Carl Sagan, gênero e religião como em Margaret Atwood, a irrupção de um indigenismo futurista-messiânico em Caetano Veloso, ou os desafios de viver à margem da sociedade, em Castelo Rá-tim-bum. Ao infinito e além! Leia nossas normas: www.revistaraimundo.com.br/normas_de_publicacao.php

See More

vem aí uma edição impressa, lindona, cheia de textos complementares, prefácios, posfácios, homenagens e que - nós prometemos! - não vai custar os olhos da cara

voltamos com novidades sobre essa obra fundamental da literatura modernista brasileira durante os próximos meses. e já podem ir preparando os corações para as ações de lançamento, mais para o final do ano!

* * * * *

...

para quem não conhece a autora: https://pt.wikipedia.org/wiki/Pagu

para quem não conhece a obra: http://www.pagu.com.br/…/obras-e-textos-…/parque-industrial/

See More
Image may contain: text

Em 38 dias de chamada (09/07 a 15/08), recebemos trabalhos de mais de 50 autoras negras inéditas, residentes no estado de São Paulo!

Nosso post foi visualizado por mais de 80 mil pessoas em todo o Brasil e teve repercussão em diversos sites, blogs e portais como Hypeness e o blog do Arcanjo no UOL.

É claro que ficamos muito contentes com a repercussão. Ao mesmo tempo, não podemos deixar de ressaltar que essa repercussão nos mostra também o quanto a produção literária de mulhe...res negras ainda é rejeitada no mercado brasileiro - embora elas produzam, e muito! Isso nos faz reafirmar a certeza de que o trabalho que estamos começando no Editorial Linha a Linha tem um grande potencial transformador.

Agora, nossos próximos passos serão:

a) em primeiro lugar, avaliar a quantidade de material recebido, e o tamanho da nossa (muito mini) equipe, e estimar uma data máxima para dar um retorno às autoras sobre seus originais

b) dar esse retorno às autoras, por e-mail, sobre seus originais

c) selecionar uma obra para integrar o catálogo do selo CAROLiNA (que já tem seu primeiro lançamento engatilhado ainda para 2017 - aguardem novidades!).

Nesse processo, assumimos o compromisso social de atuarmos sempre para a formação de um corpo de escritoras (e, mais especificamente, de um corpo de escritoras negras) no espaço literário brasileiro. Por isso, mesmo as autoras cujos originais não forem selecionados para publicação no selo, não serão deixadas "na mão". Na medida do possível, conforme o caso e nossas possibilidades, oferecemos ferramentas para impulsionar seu trabalho de escrita e sua publicação.

Vamos nessa, minas!

* * * * *

PS.: Quem é de fora de SP, queríamos dizer que adoraríamos ter uma equipe com tamanho suficiente para receber originais de todo o Brasil. Mas se só de SP foram mais de 50 trabalhos recebidos, imaginem se tivéssemos aberto para o país todo... Infelizmente no momento isso estava além de nossas possibilidades em termos de recursos humanos. Mas seguiremos trabalhando para a Linha a Linha e o selo CAROLiNA se desenvolverem, assim poderemos ampliar nossa atuação, nossas chamadas, o sistema de recebimento de originais, etc.!

See More
Image may contain: text

Hoje estamos recebendo os últimos originais da chamada que abrimos para escritoras negras inéditas! Veio muita coisa e estamos ansiosas para ler tudo com calma e responder vocês.

Por enquanto, a dica é esse vídeo maneiro do Marcelino Freire com a Ana Rüsche e a Lubi Prates com alguns truques e conselhos para todas nós que escrevemos!

It looks like you may be having problems playing this video. If so, please try restarting your browser.
Close
1,893 Views
Tapera Taperá was live.
August 12

Quem escreve tem que se mexer? A ideia é conversar sobre o processo criativo de cada um, dicas para escrever melhor, trabalhos em andamento e assuntos que as pessoas convidadas possuem em comum.
Entrevistas por Ana Rüsche

Mais uma dica pra escritoras de todo o Brasil! Aproveitem as dicas, dêem aquele trato no texto e mandem seus originais de livro de prosa literária para a nossa chamada, que fica aberta até depois de amanhã!

Image may contain: text
Ana Rüsche is at Tapera Taperá.
August 12Instagram

Logo mais, 12h, Lubi Prates e Marcelino Freire conversam sobre processos de escrita e suas obras na Tapera Taperá!

Acompanhe o live pela página da livraria no facebook: https://www.facebook.com/taperataperah

#lubiprates #marcelinofreire #livros #amoler #prosa #poesia

Recomendamos demais esse curso, e o trabalho da Lubi Prates, que é nossa parceira! O curso vem para nós em boa hora, pois pudemos ver, a partir das respostas à nossa chamada de originais para o selo CAROLiNA, que muitas escritoras que ainda estão começando se sentem perdidas quanto aos caminhos e possibilidades para sua construção profissional! A Lubi oferece um apoio muito bacana nesse curso, e que pode ajudar muitas mulheres a se encontrarem enquanto escritoras e fazerem sua produção literária circular!

Image may contain: text
Lubi Prates
Writer
Lubi Prates
August 3

Vem aí uma nova turma do "Livrar-se: a jornada do escritor"!

Proposta:
A internet revolucionou o meio literário. Há 20 anos, no Brasil, era impensável alguma fo...rma de publicação além do famoso livro, com alguma editora que se interessasse em investir no trabalho de escritor.
Hoje, temos diversas formas de publicação, incluindo a possibilidade de se autopublicar, em zines e e-books, por exemplo. O autor depende menos de editores e editoras. Então, em contrapartida, ficam algumas perguntinhas em suas mentes: como se lançar nesse mar de possibilidades surgidas pós-anos 2000? Quais as melhores ferramentas para chegarmos até o público de seus escritos?
Livrar-se: a jornada do escritor propõe uma discussão sobre os escritores que somos e, a partir dessas respostas, ações dentro dos meios mais interessantes de se livrar (carinhosamente) da produção literária: livros, e-books, zines, revistas literárias, blogs e sites pessoais, redes sociais, entre otras cositas.

Sobre a facilitadora:
Lubi Prates é poeta, editora e tradutora. Tem dois livros publicados, coração na boca (2012 / 2016) e triz (2016), além de diversas participações em antologias nacionais e internacionais. Participou da organização da GOLPE: antologia-manifesto, um grito de diversos artistas contra o golpe político que sofreriamos no Brasil. É sócia-fundadora e editora da nosotros, e editora da revista literária Parênteses.

Investimento sugerido: 2x de 200 reais.
Inscrições e informações: lubiprates@gmail.com

See More

vocês têm 8 dias para mandar ou recomendar que mandem originais para esta linda chamada! o/

mas atenção:

- apenas escritoras negras, cis ou trans*, que nunca tenham publicado um livro, e que sejam residentes em SP

...

- apenas prosa literária (poesia não entra)

- original = proposta de livro (um conto isolado, por exemplo, não entra)

para compartilhar fora do Facebook:
http://editoralinha.com.br/carolina-procura-autoras-negras/

See More
Image may contain: text
Editorial Linha a Linha
July 9

[PRAZO ENCERRADO - leia mais aqui: https://www.facebook.com/editoralinha/photos/a.316700432089556.1073741828.257693181323615/336756993417233/?type=3&theater ]

*... * * * *

Estamos procurando autoras negras, cis & trans*, de todas as idades, residentes no estado de São Paulo, que ainda não tenham publicado nenhum livro, para estrearem no jovem catálogo da primeira editora feminista do Brasil!

Se você se enquadra nessa descrição e tem já pronto ou quase pronto um livro de prosa literária, dê aquela ajeitada e mande para a gente! Vale romance, conto, ficção, não-ficção e tudo que há no meio disso e não pode ser facilmente classificado (inclusive adoramos esses casos!).

Atenção: a sua obra não precisa tratar explicitamente ou exclusivamente de feminismo, ou de questões raciais. Queremos conhecer o que você escreve sobre o mundo para além desses temas. Também receberemos com alegria, claro, originais que se dediquem a essa abordagem de maneira mais direta.

Caso seu original seja selecionado, você não pagará nada pela publicação (a editora cobre todos os custos). Você receberá 10% da tiragem e poderá comprar exemplares com 30% sobre o preço de capa para revender e ter algum retorno financeiro (para além dos direitos autorais, claro).

Receberemos originais até o dia 15/08 para esta chamada.

Para enviar seus originais:
a) escreva um e-mail para contato@editoralinha.com.br com o assunto "Chamada de originais CAROLiNA".

b) Anexe em formato .doc ou .docx o original

c) No corpo do e-mail se apresente e apresente brevemente a obra em um parágrafo curto. Queremos saber quem é você e como pensa a sua obra! Se quiser pode incluir links para suas redes sociais, mas não é obrigatório.

d) Inclua, em seguida, a cidade onde mora; conte-nos também quais as suas principais influências literárias (livros e autoras/es), e quais os últimos três livros que leu.

* * *
[Sobre CAROLiNA]

CAROLiNA é o selo com o qual decidimos começar as publicações do Editorial Linha a Linha, a primeira editora feminista do Brasil. Assim o batizamos em homenagem a uma das maiores escritoras brasileiras do século XX, Carolina Maria de Jesus.

O selo CAROLiNA publica obras de literatura (exceto poesia) escritas por mulheres (cis & trans*) e LGBTs de diferentes países do mundo.

Nossos primeiros títulos já estão sendo produzidos - aguardem!

See More

[PRAZO ENCERRADO - leia mais aqui: https://www.facebook.com/editoralinha/photos/a.316700432089556.1073741828.257693181323615/336756993417233/?type=3&theater ]

* * * * *

Estamos procurando autoras negras, cis & trans*, de todas as idades, residentes no estado de São Paulo, que ainda não tenham publicado nenhum livro, para estrearem no jovem catálogo da primeira editora feminista do Brasil!

...

Se você se enquadra nessa descrição e tem já pronto ou quase pronto um livro de prosa literária, dê aquela ajeitada e mande para a gente! Vale romance, conto, ficção, não-ficção e tudo que há no meio disso e não pode ser facilmente classificado (inclusive adoramos esses casos!).

Atenção: a sua obra não precisa tratar explicitamente ou exclusivamente de feminismo, ou de questões raciais. Queremos conhecer o que você escreve sobre o mundo para além desses temas. Também receberemos com alegria, claro, originais que se dediquem a essa abordagem de maneira mais direta.

Caso seu original seja selecionado, você não pagará nada pela publicação (a editora cobre todos os custos). Você receberá 10% da tiragem e poderá comprar exemplares com 30% sobre o preço de capa para revender e ter algum retorno financeiro (para além dos direitos autorais, claro).

Receberemos originais até o dia 15/08 para esta chamada.

Para enviar seus originais:
a) escreva um e-mail para contato@editoralinha.com.br com o assunto "Chamada de originais CAROLiNA".

b) Anexe em formato .doc ou .docx o original

c) No corpo do e-mail se apresente e apresente brevemente a obra em um parágrafo curto. Queremos saber quem é você e como pensa a sua obra! Se quiser pode incluir links para suas redes sociais, mas não é obrigatório.

d) Inclua, em seguida, a cidade onde mora; conte-nos também quais as suas principais influências literárias (livros e autoras/es), e quais os últimos três livros que leu.

* * *
[Sobre CAROLiNA]

CAROLiNA é o selo com o qual decidimos começar as publicações do Editorial Linha a Linha, a primeira editora feminista do Brasil. Assim o batizamos em homenagem a uma das maiores escritoras brasileiras do século XX, Carolina Maria de Jesus.

O selo CAROLiNA publica obras de literatura (exceto poesia) escritas por mulheres (cis & trans*) e LGBTs de diferentes países do mundo.

Nossos primeiros títulos já estão sendo produzidos - aguardem!

See More
Image may contain: text

Bravo!

Bravo!
Translated
Image may contain: 1 person, text
Suplemento Pernambuco
July 7

É lançado hoje (8) o site Escritoras Negras (www.escritorasnegras.com.br), uma iniciativa de mapeamento e diagnóstico das autoras afro-brasileiras da Bahia. A a...ção foi criada pela escritora Calila Das Mercês.

Calila encontrou romances, poesia, cordéis, contos e outros gêneros de escritoras que, em sua maioria, ainda não são conhecidas. Criou um formulário para que as autoras respondessem e entrassem no mapeamento. Destas, aproximadamente 35% não tem livros publicados. Nesta entrevista, ela fala mais do projeto e desse esforço para dar lume a uma série de artistas ainda invisíveis graças a diversos tipos de opressões.

Confira: goo.gl/4eCBMa

See More

Ontem a Folha de São Paulo publicou uma reportagem sobre uma prática nova de algumas editoras no exterior, que contratam "sensitivity readers" ou, "leitores sensíveis" para opinar sobre os originais antes de sua publicação e orientar a produção das obras. O objetivo é evitar que as obras publicadas sejam recebidas pelo público como problemáticas em termos dos direitos humanos.

Muitas questões vêm sendo colocadas desde o fim de semana, por isso: a prática é saudável para a pro...

Continue Reading
Image may contain: text

Ainda muito mistério e segredo... Clique no botão de demonstrar interesse para receber as atualizações em tempo real no seu Facebook! Não perca a chance de conhecer ainda em 2017 o nosso trabalho e o primeiro lançamento - sensacional! - que estamos preparando, para começar a compor um catálogo de encher os olhos e o peito de orgulho e de vontade de lutar!

DEC5
Tue 3:00 PM UTC-02São Paulo, SP, Brazil
21 people interested
Editorial Linha a Linha updated their profile picture.
June 21

Ainda chegando, mas já viemos cheias de novidades! O Editorial Linha a Linha - ou, carinhosamente, "Editora Linha" , é uma editora e prestadora de serviços editoriais diversos!

O que trazemos de novo?

Uma combinação única entre a qualidade do trabalho realizado e uma política editorial explicitamente dedicada à construção de uma sociedade mais justa, em especial no que tange à igualdade de gênero!

...

Esse princípio está presente na maneira como trabalhamos, do começo ao final dos livros, nos nossos critérios para seleção e curadoria de profissionais em cada projeto, e muito mais!

Enquanto não trazemos as novidades pelo Facebook, vocês podem ler um pouquinho sobre a gente aqui: http://www.editoralinha.com.br

* * *
EASTER EGG:

[jajá contamos melhor sobre o nosso logotipo, mas de cara queremos compartilhar com vocês que ele foi trabalho de uma designer e uma ilustradora fenomenais, que juntas compõem o sensacional Estúdio Par de Broto: Raquel Thomé - https://www.raquelthome.com - e Luiza Poli Franco - https://luizafranco.carbonmade.com/ ]

See More
No automatic alt text available.